quarta-feira, 18 de março de 2009

Em Aveiro uma criança morreu e os pais vivem hoje o Inferno na Terra. Perceber, mais que condenar, é preciso. Um texto notável de Gene Weingarten, publicado no Washington Post, foi muito oportunamente traduzido pelo Público. Merece toda a divulgação possível: pela atitude, pela extensão da investigação, pela apresentação de múltiplos pontos de vista, por conseguir uma visão global de uma tragédia indizível. E, sobretudo, por permitir perceber que, para além do horror, viver é possível.

2 comentários:

luz disse...

pois, em aveiro outra criança cohecida morreu esta semana.

os pais vivem um tormento.

beijinhos simão.

JC disse...

Caro amigo, encontrei-o em casa nova!
Abraço dali ao lado, casa que retornou.